Categorias | Brasil, Porto Alegre, Turismo

Porto Alegre

Porto Alegre

Porto Alegre é uma daquelas cidades que tem mais a oferecer ao visitante do que podemos imaginar à primeira vista. Tudo depende do quanto estamos dispostos a nos entregar à cidade, às suas particularidades, aos seus segredinhos, guardados, muitas vezes a sete chaves pelos seus habitantes e aos seus encantos.

Começamos pelo ritual do chimarrão, que também toma conta de todo o Rio Grande do Sul. O chimarrão é o companheiro inseparável do porto-alegrense, é praticamente um anexo do gaúcho, tradição passada de geração a geração. Tanto que, no ambiente de trabalho, tudo começa já, logo cedo, em buscar água quente para o chimarrão em uma das máquinas adaptadas especialmente para isso no sul. Depois de feito o chimarrão, então a jornada de trabalho pode iniciar. E se um porto-alegrense admite que não toma chimarrão, caras feias são dirigidas a ele, perguntando como tal coisa é possível!

Para quem quer se iniciar no chimarrão, realmente, no início não se tem a melhor das impressões. Para continuar tentando e quem sabe se apaixonar por essa tradição gaúcha, vá até o Mercado Público, no centro da capital, e você encontrará no mínimo 5 bancas dedicadas exclusivamente a produtos gauchescos, incluindo todos os apetrechos necessários para fazer um chimarrão.

Mercado Público de Porto Alegre

(crédito: Gilberto Simon / PMPA)

Outro ritual do porto-alegrense (e do gaúcho, em geral) é o churrasco do fim de semana – e em muitos casos, do meio de semana também. E tudo começa com muita antecedência, no convite aos amigos e família, na compra da carne e de todos os acompanhamentos… Para o turista que quiser saborear o típico churrasco gaúcho, nossa dica é uma das churrascarias mais tradicionais de Porto Alegre: o Barranco, que funciona há mais de 40 anos em um antigo casarão no bairro Petrópolis, tem ótimo atendimento, ótima seleção de carnes, além de ser ponto de encontro na cidade. Aos domingos, costuma-se ter grandes filas de espera.

E o Gre-Nal? Sim, uma das maiores rivalidades do Brasil é assunto constante em todos os ambientes de Porto Alegre. Mas é uma rivalidade a cada dia mais civilizada, ficando restrita à conversa entre torcedores e à tradicional “gangorra” da dupla Gre-Nal: quando um time está bem, é muito provável que o outro esteja mal das pernas.

Vista aérea do estádio Olímpico, do Grêmio…

(crédito: Ivo Gonçalves / PMPA)

… e a vista aérea do estádio Beira-Rio, do Internacional.

(crédito: Ivo Gonçalves / PMPA)

Para quem gosta de futebol, uma dica é o programa do Porto Alegre Resort batizado de Futebol Tur, no qual o turista tem a facilidade de agendar visitas guiadas aos estádios de Grêmio e Internacional e comprar ingressos para os jogos da dupla Gre-Nal com todo o conforto em seu próprio hotel ou em agências de viagens. Mais detalhes neste link.

Outra opção do Porto Alegre Resort é o Sport Day Use, que permite ao turista a compra de um passe de acesso por dia aos melhores clubes e academias da cidade. Assim, definitivamente o cuidado com a forma física não precisa ficar de lado!

Rua Padre Chagas: o agito da noite fica aqui

(crédito: Emiliano Homrich)

Para o Happy Hour ou para curtir a noite na capital gaúcha, a dica são as ruas perpendiculares entre si Padre Chagas e Fernando Gomes (também conhecida como Calçada da Fama), localizadas no bairro Moinhos de Vento. Nestas duas ruas fica concentrado um grande número de restaurantes, bares, cafés e boutiques, garantindo a diversão de quem passa por ali.

Aos apreciadores de arte, uma dica é o recentemente inaugurado museu Iberê Camargo, em homenagem ao artista gaúcho. O museu possui, além de seu acervo permanente, diversas exposições. Veja mais informações no link da Fundação Iberê Camargo.

Museu Iberê Camargo

(crédito: Fábio Del Ré / PMPA)

Aos domingos, não há programa mais tradicional na capital gaúcha do que passear pelo Parque da Redenção, o mais tradicional da cidade. O chimarrão é companhia inseparável dos locais que fazem suas caminhadas por lá ou simplesmente curtem o parque em um dia de sol em seus bancos e gramados. Aos domingos o parque fica lotado em virtude do mais famoso Brique do Rio Grande do Sul, com mais de 300 expositores, que funciona das 9h30 às 18h.

Pórtico de entrada do Brique da Redenção: passeio quase que obrigatório aos domingos

(crédito: Correr pelo Mundo)

Expositores na Redenção: de artesanato a antiguidades e acarajés

(crédito: Correr pelo Mundo)

Trilha na Redenção

(crédito: Correr pelo Mundo)

Um dos lugares mais movimentados da Redenção, com o Monumento ao Expedicionário e o Colégio Militar ao fundo

(crédito: Correr pelo Mundo)

Há outros diversos passeios bem legais para se fazer em Porto Alegre em determinadas épocas do ano. Em setembro, ocorre o Acampamento Farroupilha, no Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, no qual os Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) e apaixonados pela cultura gaúcha se reúnem. Já em outubro é a vez da Feira do Livro da cidade, que acontece anualmente na Praça da Alfândega, no centro da capital.

Vista aérea da Feira do Livro de Porto Alegre

(créditos: Tarsila Pereira / PMPA)

Estando em Porto Alegre, você pode também aproveitar e visitar a serra gaúcha: famosa pela sua gastronomia, vinhos, arquitetura e passeios, com hotelaria de qualidade. Gramado está a apenas 115km de Porto Alegre, e Bento Gonçalves está a 109km de distância.

Crédito fotos:

Parcão: André Netto / PMPA

Deixe um comentário!

               



Categorias