Por dentro da Maratona de Ljubljana

Ljubljana, capital da Eslovênia, ainda é uma cidade por ser descoberta pelos viajantes. Com jeitinho de cidade pequena e atrações de gente grande, Ljubljana é uma excelente pedida para uma visita na Europa, principalmente no mês de outubro, quando a cidade tem um verdadeiro festival de provas: maratona, meia maratona, 10km, além de uma série de corridas para crianças.

No mês de setembro, durante a nossa visita à cidade (em breve publicaremos toda a info aqui no site), conversamos com o diretor da prova, o Sr. Gabrijel Ambrožič, para conhecermos um pouquinho mais do evento, como é a participação e o clima na cidade.

E a impressão que tivemos foi excelente. O corredor que se inscreve para a prova já tem uma ótima impressão, a começar pelo preço da inscrição: 30 euros até o dia 31 de agosto, e a taxa atual é de 35 euros para quem se inscrever até o dia 30 de setembro, para a maratona e meia maratona. Uma verdadeira surpresa em meio a tantas provas com inscrições exorbitantes.

E o kit tem ótimos presentes, dá uma olhada:

A sacola do kit é diferenciada, com o detalhe de uma pequena camiseta no corredor…

Também fazem parte do kit a camiseta, par de meias para corrida e um daqueles acessórios multiuso, para proteger do frio e que podem ser usados tanto no pescoço, como na cabeça, de poliéster, levinho, levinho (fotos: Correr pelo Mundo)

A expectativa é de 20.000 participantes para 2011, na 16ª edição da corrida; em 2010, foram 18.000 corredores, entre todas as categorias disponíveis: dos pequenos iniciantes aos maratonistas.

Um aspecto bem bacana da prova é que ela é bem familiar: há corridas para todas as idades, e o evento é uma verdadeira festa que mobiliza a todos em Ljubljana. No sábado acontecem as provas para a criançada e no domingo as provas de maratona, meia maratona e 10km.

A cidade, aliás, é muito voltada ao esporte: é comum ver corredores e ciclistas, principalmente nos finais de semana, pelas ruas e parques da cidade.

SOBRE A PROVA

O percurso da maratona é composto por duas voltas no percurso da meia. Entre as vantagens disso está o fato de que o corredor não se sente sozinho durante o longo percurso, além de ter a maior presença de torcedores. A animação é garantida por diversas bandas de música; há postos com água a cada 2,5km e postos com isotônicos a cada 5km.

A largada de 2008, na Praça do Congresso (foto: Maratona de Ljubljana)

A largada é no centro da cidade, e passa por um dos principais pontos da cidade voltado a quem gosta de esporte: o parque Tivoli:

O Parque Tivoli (foto: Correr pelo Mundo)

Já a altimetria do percurso você pode visualizar abaixo:

Quanto à temperatura, os corredores podem esperar tempo bem agradável para participar da prova: a média das temperaturas no final de outubro em Ljubljana costuma estar nos 11°C, com máximas que podem chegar aos 18°C.

No sábado anterior à corrida, também há um jantar de massas, no qual também são apresentados os corredores de elite que participarão da prova.

RECORDES

O recorde atual da maratona é do queniano William Biam, com o tempo de 02:10:12 na edição de 2009 da prova. No feminino, o recorde atual, de 02:25:24, também foi conseguido em 2009, com a também queniana Caroline Cheptonui Kilel.

A premiação é bem interessante para os primeiros colocados, além de uma premiação extra para quem bater o recorde da prova. Para a elite masculina em 2011, Ambrožič comentou que serão convidados dois atletas com tempos inferiores a 02:08, dois atletas com tempos abaixo de 02:09 e dois atletas com tempos menores que 02:10.

A elite na largada da Maratona de Ljubljana em 2009 (foto: Maratona de Ljubljana)

CONVITE

Em nome de toda a equipe de organização da prova, Ambrožič convida a todos os nossos leitores para participar do evento, que em 2011 acontece no dia 23 de outubro, e conta com todos os detalhes, em português, aqui no Correr pelo Mundo.

A gente reforça o convite: Ljubljana é uma cidade fantástica para visitar — e correr. É perfeita para quem quiser curtir bons passeios a pé, principalmente no centro antigo, com áreas lindas junto ao rio. Além disso, as pessoas são super atenciosas e simpáticas e o idioma não é um problema: todo mundo fala inglês por lá. O custo de uma viagem é bem baixo, comparado com outras capitais da Europa, e é super bacana conhecer esta cidade, capital de um país que se tornou independente há tão pouco tempo, em 1991.

Comments are closed.