Os Museus Olímpicos na Europa

Veja onde vistar os Museus Olímpicos na Europa!

Visitar museus é uma das atividades obrigatórias de muitos viajantes. A variedade de museus de qualidade pelo mundo é imensa, e vale a pena aproveitar.

Porém, não é qualquer grande cidade que conta com museus olímpicos. E pra quem gosta de esporte, visitar um deles é emocionante e inesquecível. Mesclando tecnologia com história, os museus olímpicos fazem recordar momentos marcantes das Olimpíadas e do esforço e superação de atletas, que fazem destes Jogos um evento único — e quem não tem uma lembrança marcante de alguma competição?

Por isso, listamos todos os museus da Europa que fazem parte da rede de Museus Olímpicos segundo o COI (Comitê Olímpico Internacional) para você não deixar de fazer uma visita quando estiver em alguma destas cidades:

LAUSANNE, SUIÇA


A casa do COI não poderia deixar de ter o seu Museu Olímpico. O espaço tem 11.000m² de área, com cerca de 1.000 itens que são apresentados aos visitantes – além das exibições temporárias, que podem ser consultadas no site.

O museu ainda possui restaurante (com para os Alpes Suiços), lojinha (com itens de diversas edições de Jogos Olímpicos) e guias em áudio em 8 idiomas (infelizmente, sem o português).

(crédito fotos: http://www.myswitzerland.com/)

Site oficial: http://www.olympic.org/museum

BARCELONA, ESPANHA


O emocionante museu olímpico de Barcelona já foi tema de post aqui no Correr pelo Mundo. Em nova sede desde 2007, mais ampla e ao lado do Estádio Olímpico da cidade, o Museu tem um fantástico acervo não só das Olimpíadas realizadas na cidade em 1992, mas também de diversas edições dos jogos.

(crédito foto: Correr pelo Mundo)

O destaque fica também para o espaço multimídia, onde é possível curtir grandes momentos dos Jogos Olímpicos.

Veja o nosso post: Uma visita ao Museu Olímpico de Barcelona

Site oficial: http://www.museuolimpicbcn.cat/

HENSILQUE, FINLÂNDIA

Helsinque recebeu as Olimpíadas de 1952, mas bem antes disso o museu já estava lá: criado em 1938, faz parte do complexo do Estádio Olímpico da cidade.

(crédito foto: © The Sports Museum of Finland)

Além da coleção permanente, o museu ainda tem de 3 a 4 exposições temporárias. E todos os textos da coleção permanente — dividida em Jogos Olímpicos em geral e o esporte na Finlândia — ainda estão disponíveis em inglês.

(crédito foto: © The Sports Museum of Finland)

O destaque fica para o simulador de corrida, onde os visitantes podem “desafiar” o atleta Lasse Virén (finlandês ganhador de 4 medalhas olímpicas nos jogos de 1972 e 1976) nos últimos metros da prova de 5000m das Olimpíadas de 1976.

O museu também tem lojinha e está aberto diariamente.

A estrutura ainda conta com o arquivo de esportes da Finlândia e a Biblioteca de Esportes da Finlândia, ambos abertos ao público.

Site oficial: http://www.urheilumuseo.fi

THESSALONIKI, GRÉCIA

O país que deu origem aos Jogos Olímpicos não poderia ficar sem um museu relacionado às Olímpiadas. Thessaloniki fica a cerca de 500km de Atenas, e conta com o museu desde 1998.

(crédito fotos: http://www.contemporan.com/)

A coleção permanente do museu trata dos Jogos Olímpicos em geral, divididos em Jogos Olímpicos da Antiguidade e Jogos Olímpicos Modernos.

A estrutura ainda tem café, restaurante e lojinha e está localizado junto ao Estádio Kaftanzoglio.

Site oficial: http://www.olympicmuseum-thessaloniki.org/

COLÔNIA, ALEMANHA

O Museu Olímpico e do Esporte da Alemanha fica na cidade de Colônia, que fica a pouco mais de 400km de Berlim. A exposição permanente do museu mostra a história do esporte e dos Jogos Olímpicos, desde a Grécia Antiga até os dias de hoje.

Há muito destaque para o esporte no país, em especial às edições das Olimpíadas realizadas na Alemanha: Berlim 1936 e Munique 1972.

O museu conta com restaurante (em reforma, reabrindo em janeiro de 2012).

Site oficial (somente em alemão): http://www.sportmuseum.info/

TARTU, ESTÔNIA

Tartu, a cerca de 150km de distância da capital da Estônia, Tallinn, tem seu museu de esportes.

As exposições temporárias e o acervo permanente quase sempre destacam o esporte na Estônia.

O museu tem entrada gratuita do dia 18 de maio, porém, a entrada é muito acessível: menos de 2 euros para a exposição permanente (em jul/2011).

E como não poderia deixar de ser, também tem lojinha e café. Os textos do museu também estão disponíveis em inglês, assim como áudio para as visitas guiadas.

Site oficial (somente em estoniano): http://www.spordimuuseum.ee/

AMSTERDÃ, HOLANDA

A casa dos jogos olímpicos de 1928 oferece aos visitantes a Experiência Olímpica, mais voltada para a história do esporte holandês ao longo das edições das Olimpíadas.

O espaço fica no próprio Estádio Olímpico de Amsterdã — local da largada e chegada da maratona da cidade.

Site oficial: http://www.olympischstadion.nl/

Deixe uma resposta