Manifestações causam adiamento da Maratona de Caracas 2014

Em virtude dos protestos que ocorrem há mais de 10 dias na capital venezuelana, a organização da Maratona de Caracas divulgou que a prova será adiada.

Em virtude dos protestos que ocorrem há mais de 10 dias na capital venezuelana, a organização da Maratona de Caracas divulgou um comunicado em 17 de fevereiro, informando que a prova será adiada.

“O Comitê Organizador da Maratona CAF-Caracas informa que decidiu postergar a edição 2014, programada para o domingo 23 de fevereiro, devido aos acontecimentos recentes na cidade de Caracas que não permitem garantir a viabilidade logística e o sucesso do evento,” informa a organização no comunicado, em tradução livre.

“Lamentamos ter que tomar esta decisão, e agradecemos a compreensão de todos os corredores e parceiros nacionais e internacionais. Em breve daremos informações para os corredores sobre as medidas complementares a serem tomadas.”

“Esta decisão foi motivada pelo compromisso de CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina) em preservar a qualidade e o posicionamento internacional alcançado por este evento esportivo, assim como sua importância para Venezuela e América Latina e seu propósito de promover valores de cidadania, tolerância e integração venezuelana e latino americana.”

A prova encerrou suas inscrições antecipadamente por atingir o número máximo de inscritos – 7.000 na meia maratona e 3.000 na maratona – ainda em janeiro.

Os estudantes protestam na Venezuela contra a insegurança no país, além da repressão e abusos dos órgãos nacionais de segurança. Os protestos já resultaram em dezenas de presos e feridos, incluindo 3 mortos.

Mais informações no site oficial da prova: http://maraton.caf.com/

Deixe uma resposta